Febre sem Pânico – Um Guia para os Pais

Febre sem Pânico – Um guia para os pais

12249571_1019555498078584_4059189220142012689_n

Rita Camargo

Pediatra e Intensivista Pediátrica

Como pediatra e mãe de três crianças, sei que é difícil manter a calma quando seu filho está com febre. Este texto serve para esclarecer um pouco sobre este sintoma, e tenta guiar os pais sobre as melhores decisões a tomar frente a uma criança febril.

Quando seu filho está com febre, lembre-se:

Febre não é uma doença. Geralmente é apenas um sinal de que o sistema imune está combatendo um agente infeccioso, seja ele um vírus, uma bactéria. A maior parte dos agentes infecciosos que provocam febre em crianças não são perigosos e são tratáveis em casa, como os que causam o resfriado, as viroses, as infecções intestinais.

Cheque quais outros sintomas a criança apresenta:

O estado geral da criança é um melhor indicador de o quanto doente ela está do que a febre. Na verdade, estar com febre muito alta não significa necessariamente que ela está mais doente do que se a febre estivesse mais baixa.

Se a criança que está fazendo febre, depois que reduz a temperatura, ela brinca normal, alimenta-se e está ativa, provavelmente não é nada grave. Continue observando, incentive a hidratação.

Se ela se queixa de dor de garganta, dor abdominal, está muito sonolenta, ou irritada, ou dor para urinar, leve-a para ser atendida. Se a febre persiste por três dias sem evidência de localização da febre, leve a criança para consulta.

Se seu filho tem menos de três meses, febre sempre é um sinal de alerta. Leve-o para consultar imediatamente, não espere. Bebês pequenos são mais suscetíveis a alguns tipos de infecção, e precisam ser avaliados no caso de apresentarem febre.

Como medir a febre:

Prefira o termômetro digital ao termômetro de mercúrio. O mercúrio é tóxico para o organismo, oferecendo risco à criança e a todos em casa. Se você tem um termômetro de mercúrio, não o jogue no lixo. Leve para seu pediatra, para que seja dado o descarte correto.

Comumente, medimos a temperatura na axila. Este é o modo menos acurado de medir febre. Ainda podemos medir a temperatura oral ou a retal, que oferecem uma medida mais fidedigna.

Termômetros de ouvido e infravermelho podem ser bem difíceis de usar, e pouco eficientes. Assegure-se que seu aparelho mede a temperatura corretamente.

Consideramos febre quando a temperatura axilar ou oral está acima de 37,8 º C.

Antes de medicar para febre:

Saiba que antitérmicos não são remédios que curam a febre, ou que farão que ela não volte. A razão principal de medicar a febre é para que a criança se sinta mais confortável. A febre ajuda o corpo a combater as infecções. Em geral, a medicação para febre irá baixar a temperatura 1 a 2 ºC, nem sempre para uma temperatura normal, mas suficiente para a criança se sentir melhor. 

Para bebês menores de seis meses, o paracetamol é o mais indicado, minimizando o uso do ibuprofeno nessa faixa etária. Use o antitérmico conforme orientação do seu pediatra, e tome cuidado para não exagerar nas doses.

E se meu filho tiver uma convulsão?

Cerca de 3% das crianças abaixo de 5 anos terão uma crise convulsiva induzida por febre. Elas parecem bem assustadoras: a criança pode perder a consciência, tremer ou enrijecer o corpo – porém, elas são em geral benignas. A maioria das convulsões febris duram menos de dois minutos.

Se a criança febril começa a convulsionar, coloque-a em uma superfície macia e deixe-a de lado, para não se afogar. Não coloque nada em sua boca. Quando a convulsão terminar, leve-a para ser atendida. Se é a primeira vez, ela precisa ser atendida nesse momento.

E por último, mas não menos importante:

Mantenha consultas de rotina com seu pediatra. As consultas de acompanhamento são importantes para desenvolver a relação do pediatra com a criança e a família, e para identificar alterações no desenvolvimento. O pediatra do seu filho é o melhor médico para orientá-lo no caso de febre.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s